BLOG

Twitter
Facebook

NÃO CHORE PELA MORTE DO PT E DO PSDB

18/01/2018 | Comentários (0) | Política | Por: Altamir Tojal

Pior seria se estivessem vivos. O campo democrático tem a oportunidade e o desafio de inventar outra coisa. Talvez nem tenha de ser outro partido.

Felizmente para os brasileiros, o PT e o PSDB acabaram. Podem até ganhar eleições porque isso não depende no Brasil de projetos, programas nem de idoneidade dos políticos. Mas são partidos que não existem mais, não têm mais qualquer ligação com o que os constituiu. Podem até mesmo ganhar as eleições de 2018 mas não creio que possam ser refundados.

Creio que não devemos lamentar esse fim. Seria pior se estivessem vivos e fortes. O campo democrático vai ter de inventar outra coisa. Tem a oportunidade e o desafio de inventar outra coisa melhor. Talvez nem tenha de ser outro partido.

Oposição de mentirinha

Deixei o PSDB no começo de 2017, depois de 15 anos de filiação. Não poderia continuar num partido da base do governo Temer, sendo para o PMDB o que este foi para o PT. A meu ver, Aécio e outros importantes dirigentes do PSDB foram cúmplices dos governos do PT e cometeram os mesmos crimes. Isso ficou evidente com as revelações dos donos da JBS e já tinha sido denunciado nas delações da Odebrecht e outras tais.

O partido fez corpo mole, se omitiu, fez oposição de mentirinha ao PT. Portanto, traiu os seus próprios quadros, traiu milhões de eleitores, milhões de cidadãos que depositaram esperanças no partido como alternativa democrática aos governos do PT.

Por trás da cortina de bandeiras vermelhas

O PT no poder foi governado pela oligarquia mais atrasada do país e pelo que existe de pior no capitalismo brasileiro. Por trás da cortina de bandeiras vermelhas obedeceu a empreiteiros malandros, banqueiros espertos e aos coronéis de sempre, que controlam grandes currais eleitorais.

Lula, Dilma e associados transformaram a corrupção em política pública e em máquina de reprodução do velho poder. Manipularam a vontade do voto para que a esperança de mudança levasse à consagração do mesmo. Docilizaram e calaram sindicatos e movimentos sociais.

O falecimento dos dois partidos não nos livra deles

A traição do PSDB foi tão grave quanto à do PT. Traiu a crítica, traiu a sociedade. Só não traiu os supostos adversários que tiveram vida fácil e fizeram o que queriam com a sua cumplicidade, com a falsa oposição. O PT desmoralizou a esquerda e o PSDB desmoralizou a política. Jogou a pá de cal na democracia brasileira.

O falecimento dos dois partidos não nos livra deles, porque os seus fantasmas continuam a nos assombrar, nos lembrando toda hora que não devemos chorar por eles e sim acabar de exorcizá-los.

Os bandidos estão no mesmo barco e os democratas sem direção

Dirigentes e líderes do PT e do PSDB mostram que são capazes de tudo para impedir investigações de seus crimes, escapar de processos e fugir de condenações. Os que têm mandatos e privilégio de foro sabem que podem ser deletados da vida política e ir para prisão quando deixarem o poder. A mesma coisa vale para o presidente da República, seus ministros e dirigentes do PMDB e partidos aliados. Todos os bandidos estão no mesmo barco. E os democratas estão nadando contra a corrente e sem direção.

Suspeito que a Lava Jato e mesmo a legitimidade das eleições deste ano estão ameaçadas por essas quadrilhas. As tarefas do campo democrático são portanto difíceis e imensas: defender as investigações e as instituições republicanas que ainda funcionam, tentar aglutinar forças e identificar candidatos para a eleição presidencial e para as majoritárias nos estados. Tudo isso tendo de enfrentar o desespero dos que estão no poder e a descrença na política fomentada pelos bandidos e pelos extremistas que se aproveitam da confusão.

Não existe ponto final na política

Confesso que já fui mais otimista. Mais uma vez os democratas têm de empurrar a grande pedra da política montanha acima. Não tenho dúvidas de que é este trabalho sem fim que constrói e sustenta a democracia. Não existe ponto final na política e a caminhada tem de ser feita com esperança e alegria. Mas me pergunto se ainda podemos apostar que a democracia vai renascer no Brasil, ou enfim nascer.



Comentários

Nenhum comentário para esse post.
Deixe seu comentário agora.

Campos marcados com * são de preenchimento obrigatório

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo

ESTE MUNDO POSSÍVEL © | Todos os direitos reservados.
Todos os textos por Altamir Tojal, exceto quando indicado.
Antes de usar algum texto, consulte o autor.